Veja a nova pagina – www.ericeirablog.com/pt

O nova pagina esta em Português, Inglês e Francês….

http://www.ericeirablog.com/pt/

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Dia da Espiga

Quinta-feira da Ascenção. Festa religiosa  católica que celebra a subida de Jesus ao Céu, 40 dias após a Páscoa . É sempre à quinta-feira.
Na Ericeira é feriado. Direi mesmo que para os jagozes é um feriado mais importante do que o Natal ou a Páscoa.
Dias antes  já todos pensam no que vai ser o menu do famigerado Pic-Nic  que vão levar para a ESPIGA. Outro nome que damos à quinta -feira da Ascensão. Para que nada falte , a Maria pensa no farnel , o Manel no garrafão
Dois lugares de destaque :
A Abadia e a Foz de Lizandro. Uns no campo e outros na praia.
Logo pela manhãnzinha e outros mesmo de véspera , lá vão montar as suas tendas, para o tão desejado repasto .
Juntam-se os amigos , conhecidos , vêm filhos e netos  que estão longe, para comerem , beberem e usufruir de um alegre dia em Família. É comum irem de tenda em tenda, para se cumprimentarem  provarem um pastelinho aqui outro ali, sempre  regadinho com uma pinguinha para ver qual a melhor.
Atam-se os baloiços aos pinheiro para um merecida sesta. Acendem-se os fogareiros , para  a merenda que promete ser deliciosa, a julgar pelo cheirinho. Em tempos vinha um tocador para abrilhantar um bailarico até o dia acabar. Agora já é diferente. Levam-se rádios, CD, colunas e é sempre uma animação.
Na praia, toma-se banho no rio e no mar,  outros andam de barquinho a remos apreciando a paisagem rio acima.
Para além do pic-nic entre familiares e amigos, deve-se apanhar a Espiga: 3 espigas de trigo ou cevada , para que não falte o pão em casa. 3 tranquinhos de oliveira que simboliza a paz, 3 raminhos de  papoilas , malmequeres  e alecrim   que simbolizam alegria, amor. vida e  arranja-se um ramo e guarda-se na cozinha até ao dia da espiga do próximo ano.
Acho que muitos jagozes não ligam à lenda e não apanham a espiga. O importante é terem passado um dia  alegre, bastante comidinha, bem regadinho , e que para o ano cá estejamos todos para mais uma ESPIGA

Publicado em Ericeira, Portugal | 2 Comentários

A Festa dos Merendeiros

No passado dia 15 de Abril, domingo de pascoela, festejou-se em Santo Isidoro,  a festa dos merendeiros.
Pequeno pão de trigo, fabricado em  casa pelos agricultores. Faziam-se pequenos,  para oferecer um a  cada criança da família no dia da cozedura que geralmente se fazia de 15 em 15 dias.
Em tempos passados, havia muita seca. O pânico dos agricultores de  que podia faltar o trigo necessário para a alimentação da família , levou-os a reunirem-se e  prometer ao Santo Padroeiro  que se o trigo chega-se, comprometiam-se a oferecer pão  a toda a população , para que ninguém passasse sem alimento.
Assim começou a tradição até aos nossos dias. No dia da festa de Santo Isidoro, santo Padroeiro da Freguesia com o mesmo nome, faz-se pão para os naturais, outros habitantes e visitantes. Ninguém sai da Festa, sem um merendeiro.
A Festa estava ao rubro . A procissão muito bem organizada com todos os andores e respectivos  estandartes, pajens cantando as loas,
para embelezar a festa, mas também em honra de Nossa Senhora da Nazaré,  que até Setembro  reside nesta bonita freguesia .
Parabéns à comissão, mordomos, e a todos os colaboradores,  que muito fizeram para que tudo corresse bem . Até Santo Isidoro fez o milagre de não chover enquanto a procissão andou pelas ruas.
Depois da procissão, seguiu-se o sermão  e o sino  tocou  3 badaladas.
Deu-se então inicio à distribuição do pão . Um por pessoa.
Missão cumprida!- Para o ano há mais.
Para que esta tradição seja sempre lembrada ,  o presidente e secretários da junta, decidiram erigir  uma estátua  no centro da aldeia para orgulho dos seus naturais.
É uma bonita obra feita por um artista da região, Sr. José de Monte Bom.
Muitos parabéns

Publicado em Ericeira, Portugal, Uncategorized | 2 Comentários

Casino da Ericeira

Um marco importante  na Ericeira, tanto em arquitectura , como na sua historia, é sem dúvida  a Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva.
Visitada e fotografada por todos os  Turistas, a sua fachada vai para todo o Mundo.
Vou voltar  ao passado e falar um pouco da sua história.
Em 1861 inaugura-se o Clube Recreativo Ericeirense.
Funcionava durante a época balnear, com bailes que eram frequentados pela” fina flor” que escolhia a Ericeira para passar as suas férias.
Mais ou menos 50 anos depois , foi então transformado em Grande Casino da Ericeira, pelo Sr. Ferreira, possuidor de casas de jogo de roleta e outros jogos.
Foi também inserido um serviço de Restaurante , onde eram realizados concertos e matinées dançantes. As salas foram decoradas com luxo, por acharem que o casino era modesto .
Passou a ser alargado o seu período de funcionamento até Outubro e tendo sido muito bem frequentado por nacionais e estrangeiros .Até a elite da colónia balnear espanhola escolhia o Casino da Ericeira para as suas diversões.
Em 1927 o Grande Casino da Ericeira encerrou. O Governo decretou o monopólio do jogo, do distrito de Lisboa, ao Casino do Estoril.
O Casino não fechou as portas. Passou a ter  sala de cinema,manteve-se o Restaurante e uma pensão a funcionar, continuou a haver matinées dançantes a alto nível,  e também para toda a população em geral havia bailes aos fins de semana, pelo Carnaval e pela Passagem de Ano.
Em 1961 lembro-me bem de ter participado  de um Baile de Carnaval.
Com a chegada  das discotecas, da televisão nos cafés, e mais tarde com os clubes vídeos , este Casino, como tantos outros, fechou as suas portas. Foi adquirido pela Câmara Municipal de Mafra e depois de umas obras que duraram 4 anos, transformado em Casa de Cultura. Foi-lhe  dado o nome de Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva, em homenagem ao grande historiador e músico Ericeirense.
As  várias exposições de arte, é só por si motivo para os visitantes se deliciarem.Tem uma biblioteca aberta a estudantes e  a todos que dela necessitarem. Sala de Internet gratuita. Na sala  de espectáculos são recebidas várias peças de teatro para delícia das crianças e  adultos.
Aqui, também a Orquestra Metropolitana de Lisboa e muitas outras, principalmente  a  nossa Filarmónica Cultural, nos deliciam com os seus concertos.

Publicado em Ericeira, Portugal | Etiquetas | 1 Comentário

Ericeira e o Carnaval

Na Ericeira também se brinca ao Carnaval.

Não temos corso , nem carros alegóricos , isso nós deixamos para Torres Vedras , porque eles é que são os Reis do Carnaval.

Há alguns anos o Carnaval era mais animado . No fim de semana que antecedia o dia marcado no calendário, “sábado e domingo magro”, já havias muitos foliões,vestidos de matrafonas ou simplesmente maquilhados, animavam as ruas com apitos, bebiam uma bebida pelos cafés, tabernas e lá iam de porta em porta pregando partidas e mostrando os seus trajes .Eram recebidos com alegria e por entre gargalhadas, tentava-se  descobrir quem era quem, comiam-se  umas filhós confeccionadas para o efeito . No sábado, domingo à tarde , segunda e terça não faltava o bailarico no CDUE  e  mais tarde nos Bombeiros onde também se faziam animados bailes.
Hoje já não é assim!

Os tempos mudaram , já ninguém abre a porta a desconhecidos, já não há bailaricos , e os foliões mais velhos já partiram para sempre.
No entanto, continua a festejar-se o Carnaval . Sexta, Sábado e Domingo Gordo, foram dias de folia.Os infantários e as escolas primárias, encheram as ruas da Ericeira com as crianças mascaradas
Escolheram um tema, confeccionaram as roupas e lá vieram de peixinhos , cavalo-marinhos, fogotões e muitos outros . Que alegria ver a felicidade estampada nos seus rostinhos.!

Alguns músicos da Filarmonica também percorreram as ruas da Ericeira, tocando temas carnavalescos. Conforme passavam, os naturais e mais alguns mascarados lá iam engrossando o corso .
Acabou ! Para o Ano há mais! O Governo não deu feriado , mas o comercio tem que continuar a viver. As lojas precisam de vender os trajes, os Restaurantes precisam de visitantes, e cabe aos foliões animar a Ericeira
http://www.youtube.com/watch?v=GpEyEdzJNsU&feature=youtube_gdata_player

Publicado em Ericeira, Portugal | Publicar um comentário

Ericeira e o seu peixe

No dia  11 de Janeiro, deu-me  curiosidade para  ir à Praia da Ribeira,  ver os barcos que, puxados pelo tractor chegavam a terra regressando da faina. Estava um dia lindo.O brilho do Sol reflectia no peixe e  este  parecia ainda estar vivo quando  transferido para as carrinhas , que o transportam ladeira acima até ao pequeno armazém, onde é feita a sua venda. A esta  prática se chama LOTA.
Estava o Rui a ordenar o peixe , o Julinho a vendê-lo por via electrónica, e os comerciantes atentos aos preços ,através de um ecrã  para o arrematarem.(Chui)
Na véspera, passou uma noticia num programa da TVI, dizendo que Portugal tinha o melhor peixe do Mundo, sendo o melhor Robalo pescado na Ericeira.
Fui ver e fiquei com a certeza . Deixo-vos aqui uma foto para confirmar.
Quem vem à Ericeira e provar do nosso peixinho, volta de certeza com grande apetite.
Quer seja na brasa,  no forno ou simplesmente cozido, faz a delícia do mais exigente amante desta iguaria.
Restaurantes onde  o podem comer , há vários. Todos com qualidade e um sorriso simpático. É só escolher. Os menus, em princípio estão no exterior.

 

Publicado em Ericeira, Portugal, Uncategorized | Publicar um comentário

Concerto de Natal

No dia  17 Dezembro, a Filarmónica Cultural da Ericeira presenteou todos os “Jagozes ” com um lindíssimo Concerto de Natal.
Foi no Auditório da  Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva. A sala estava cheia.  Só se ouvia a  música.
Dirigida pelo Maestro Luís Filipe Carricheiro Santos foram tocadas obras de Amilcar Morais, Jacob de Maan, Afonso Alves, R. Becck e J.MAbaar, Ron Sebregts.
A segunda parte foi preenchida com a actuação do Quarteto de Clarinetes, chefiado pelo músico  Mário Rui.
Terminou esta agradável tarde com a actuação dos  alunos da escola de a música com o tema  Jinggle Bells.
Em meu nome  e em nome de todos os Ericeirenses, um muito  obrigado à Filarmónica e a todos os que dela fazem parte.

Publicado em Ericeira, Portugal | 2 Comentários